23/02/2009

Secreta Criatura de Plabo Neruda

É bom, amor, sentir-te perto de mim na noite,
invisível em teu sonho, seriamente noturna,
enquanto eu desenrolo minhas preocupações
como se fossem redes confundidas.

Ausente, pelos sonhos teu coração navega,
mas teu corpo assim abandonado respira
buscando-me sem ver-me, completando meu sonho
como uma planta que se duplica na sombra.

Erguida, serás outra que viverá amanhã,
nas fronteiras perdidas na noite,
deste ser e não ser em que nos encontramos

algo fica acercando-nos na luz da vida
como se o selo da sombra assinalasse
com fogo suas secretas criaturas.


21/02/2009

A importância do suspiro feminino no acto sexual


Quanto vale o suspiro de uma mulher durante o acto sexual e qual a importância do mesmo para a erecção do homem premiado com uma noite de prazer? ( ou dia, conforme a sorte)
Penso que é uma pergunta altamente pertinente ( e estupida reconheço). Vou ser acusado de machismo gratuito, já sei. Mas é algo que a mim me deixa mais apreensivo do que propriamente, se o vou conseguir levantar depois copos, se ela vai gostar do tamanho, se vou disparar as balas cedo demais..por aí fora. Adiante..
Pensem comigo.
Há clima. Foi aceite, finalmente, o convite feito já há meses para um jantar fora.
A coisa até corre bem e quando dou por ela ou estamos no Bairro Alto ou nas Docas a beber um copo num qualquer bar. Conversa puxa conversa, olhar puxa mãozinha, mãozinha puxa beijo. E se não for ilegal a nossa conquista ( abaixo ou perigosamente proximo dos 18 anos) ,por norma, depois da taxa de alcool permitida por lei ter disparado, acabamos enrolados numa qualquer cama, carro, esquina, casa-de-banho..por aí fora. Adiante..
E aqui começa a odisseia.
Beijos quentes, mãos fugitivas, botões rebeldes.
Procura preservativo, encontra preservativo, coloca preservativo..não! Procura outro preservativo!
Preservativo? Check!! E cá vai de embute!
A coisa vai bem encaminhada. Os beijos continuam quentes, as mãos há muito que deixaram a vida de fugitivas e se tornam exploradoras e entra então..O suspiro!!
Ou não.
Ausência total de suspiros. Ou pior, até nos apercebemos que a mulher respira mas pouco mais que isso. E começamos a pensar: "espera lá que estou a fazer alguma coisa mal"! E trocamos de posição: "se calhar prefere assim"..
Beijos quentes, mãos...espera. Continua na mesma. Sou eu. O problema sou eu. Não estou a fazer a coisa como deve de ser. Ou não sou eu? Se calhar é dela!
Frígida? Vá lá.. Suspira mais alto para eu te ouvir. Se eu te quisesse ouvir só a ofegar não estava dentro de ti, estava ao teu lado a fazer jogging no parque!
Ok. Saiu-me uma boneca insuflável de carne! Então vou deixar as balas disparar cedo demais. E preparo uma saída airosa: "amanhã tenho de acordar cedo..já agora leva o preservativo para o lixo"
Por outro lado, também me assusta o contrário.
Jantar, copos blábláblá e a seguir ao blábláblá lá estamos nós no carro, no elevador..no blábláblá, quando me deparo com gritos dos infernos, gritos que fazem acordar mortos, que fazem corar de vergonha um qualquer torturador de Guantanamo, quanto mais os vizinhos do andar ao lado!
E já não tenho mãos fugitivas.. É melhor não. Sempre que lhe toco no mamilo com o mindinho a mulher acorda-me o prédio!
Beijos quentes? Não. Nova estratégia..beijos abafantes. Para abafar os gritos.
Grita-me para a traqueia, não me acordes o gato!
Porra, nem o Braveheart gritou tanto quando o estavam a esventrar!
A minha cabeça por essa altura já só pensa: " Se esta gaja chega ao orgasmo, amanhã tenho de consultar dois otorrinos!"
E não é que ás vezes chegam?
Já agora.. do que é que eu me estou a queixar???? :)

Cá vai Manteiga!!!

Não quero que o pão com manteiga virgem ganhe bolor.
Mas também tenho andado com a inspiração pelas ruas da amargura.
E não me tenho especialmente sentido "mau" para matar alguém nos diários.
Estou numa fase muito mais Zen do que estava no Verão passado onde só me apetecia matar pessoas nos textos.
Agora voltou a vontade de brincar com o que vejo e experiencio.
O sarcasmo sempre foi o meu melhor companheiro de escrita.
Vamos lá então para uma segunda temporada de parvoíce.

Bloggers, amigos ou simplesmente esporádicos e incautos visitantes...
Eu não sou um gajo normal.
Se num dia me apetecer motejar condutores de Domingo e no dia seguinte só me apetecer esquartejá-los num texto, não duvidem que o farei.
E vá lá. Deixem um comentário ou outro. Não se coíbam.
Preparem a massa, cinzenta ou farinha para pão porque..cá vai manteiga virgem!

30/09/2008

Diários de uma demência aplicada

Eu mato este cabrão! Eu mato este cabrão!
Larguem-me! Vou continuar a dar-lhe com o taco de madeira até lhe ver a massa cinzenta feita em sangue. Larguem-me.
Porquê? Porque é que não posso matá-lo? Vocês nunca me fizeram isto. São irmãos ou traidores, seus filhos da puta?
Ok eu acalmo-me mas NÃO ME TOQUEM!
Isso.
Afastem-se.
Mato-vos também. E vocês sabem que matar família, para mim, é muito fácil.
Merda. Acho que fiz uma entorse no pé quando dei o segundo pontapé nos tomates deste porco.
Ai. Ai. Ai.
É agora. Vou-lhe dar a ultima tacada!
Ok. Pronto.
Não volto a tentar.
Fiquem lá com a merda do taco.
Não, não me dói o pé. Anormais.
Mas porque não matá-lo?
Blá blá blá! Bardamerda para vocês!
Não, não percebo.
Nunca precisei de aprovação vossa para matar. Sou eu sempre quem escolhe quem quero matar. O vosso único trabalho…eu estou a falar. EU ESTOU A FALAR!! O vosso único trabalho é desaparecerem com o corpo. Mais nada.
Foda-se!
Maninho querido.. se me voltas a dizer para me acalmar..
Ainda por cima o cabrão foi original. Foi ele quem me perseguiu. Era ele quem vinha com uma puta de uma faca de sobremesa, UMA FACA DE SOBREMESA, para me matar. Para ME matar!
Não o mato agora mas vou procurá-lo. E hei-de o encontrar. Não o vou esquecer.
E com vocês falo depois. Até vos cuspo no chão. Anormais de merda.
Passa as mãos na cara. Limpa o suor. Acalma-te mas porque queres e não porque te dizem.
Pensa.
Pensa.
Ok.
Pensando bem..
Levem-no. Levem-no para bem longe.
Deixem-me procura-lo. Vai-me dar mais prazer assim.
Vou faze-lo engolir a puta da faca de sobremesa que esse inútil quis usar contra mim.
Vou-me embora. Desapareçam com esse desgraçado.
Falamos amanhã.
Inúteis de merda!

O MEU BENFICA!!!!!



É sempre lindo ver o meu lindo e amado clube ganhar... mas ganhar aos lagartos tem "aquele" sabor!
27/09/2008 dia de Reyes em Sidnei!! :D